Cestinha Oriental

Olá pessoas queridas!

Sei que faz tempo que não posto, mas ultimamente, tenho cozinhado bem menos aqui em casa. 😦

Mas, sempre que houver uma receitinha nova e bacana, compartilharei aqui com vocês.

Hoje tenho essa coisa mais linda do mundo que é a Cestinha Oriental!

cestinha_oriental

Fiquei muito orgulhosa dessa minha criação. Além de ter esse visual maravilhoso, a combinação dos ingredientes é incrível.

Aí vai a receita:

Ingredientes:
– 6 discos de massa de pastel de forno
– 1 xícara de café de gergelim
– 200g de contra filé em tiras
– 1 bandeja de shimeji
– 1 maço de brócolis ninja
– 1 colher de sopa de margarina
– 1 xícara de chá de vinho tinto seco
– 1/2 xícara de chá de molho de soja
– 3 colher de sopa de azeite
– 1 dente de alho espremido
– sal e pimenta do reino a gosto

Preparo:
Tempere as tirinhas de contra filé com sal, pimenta do reino, o alho e meia xícara de vinho. Deixe descansar por 15 minutos.
Enquanto isso, corte o brócolis e coloque para cozinhar em água e sal até ficarem al dente e torre o gergelim colocando-o em uma frigideira em fogo baixo até que comecem a pular.
Pegue os discos de massa de pastel, um a um e coloque sobre uma superfície lisa. Salpique o gergelim e passe o rolo de massa levemente para fixar. Unte uma forma para cupcakes com um pouco de azeite e coloque a massa, ajeitando-a e formando as cestinhas. Leve ao forno por 15 minutos. Retire e deixe esfriar.
Enquanto as cestinhas estão no forno, coloque 2 colheres de sopa de azeite em uma panela e frite as tirinhas de carne. Preserve o caldinho que vai se formar. Reserve.
Na mesma panela, coloque 1 colher de sopa de azeite, a manteiga e o shimeji. Acrescente o vinho e o molho de soja e vá mexendo até o caldo reduzir. Acrescente então a carne e por fim o brócolis. Mexa bem até todos os ingredientes estarem envoltos com o molho.
Recheie as cestinhas com essa misturinha e sirva logo em seguida.

Espero que fiquem tão satisfeitos quanto eu!

Chef Liloca

Molhinhos de Maionese

Olá, pessoas queridas!

Atendendo a pedidos, hoje vou ensinar a receita desses três molhinhos super rápidos de maionese. Eles podem ser usados para acompanhar legumes, carnes, aperitivos ou simplesmente como patezinhos.

Demorei um pouco mais que o prometido para passar as receitas porque não estava encontrando a foto nos meus backups.

Jpeg

  De cima pra baixo, ou da esquerda para a direita, temos: maionese com alho, maionese com mostarda e páprica (minha preferida) e maionese verde.

Uma mais fácil que a outra. Seguem as receitas:

Maionese com Alho
Ingredientes:
– 1 xícara de chá de maionese de boa qualidade
– 3 dentes de alho
– pimenta do reino a gosto

Preparo:
Coloque todos os ingredientes no processador e bata até misturar tudo. Eu aconselho colocar um dente de alho de cada vez e ir provando. Se você achar que com o segundo dente já ficou com sabor suficiente, pare por aí. Se achar que com 3 dentes ainda ficou fraco para o seu paladar, vá acrescentando até chegar ao ponto desejado.

 Maionese com Mostarda e Páprica
Ingredientes:
– 1 xícara de chá de maionese de boa qualidade
– 6 colheres de sopa (generosas) de mostarda amarela
– 2 colher de chá de páprica picante

Preparo:
Essa consegue ser mais fácil que a anterior, nem precisa do processador. É só incorporar os ingredientes com a colher mesmo até que fique uma mistura homogênea.

 Maionese Verde
Ingredientes:
– 1 xícara de chá de maionese de boa qualidade
– 1/2 xícara de chá de cebolinha picada
– 2 filezinhos de anchova

Preparo:
Pique os filezinhos e coloque com os demais ingredientes no processador. Bata grosseiramente até misturar tudo. Essa eu acho interessante deixar alguns pedacinhos, mas se preferir, pode misturar até ficar um creme.
Como já comentei aqui no blog, eu não suporto salsinha, mas pra quem gosta, pode acrescentar à receita.

Todas essas maioneses devem ser conservadas na geladeira até a hora de serem servidas, ok?!

Espero que tenham gostado e, para quem havia pedido a receita, espero que tenha valido a pena esperar!

 Chef Liloca

Batata Recheada com Shimeji

Olá, pessoas queridas!

Depois de muito tempo, estou de volta!

Gostaria de começar me desculpando pela ausência, mas desde a época da mudança não tinha conseguido arrumar tudo aqui em casa para poder postar as receitas.

Agora as coisas já estão mais arrumadinhas e o computador já está bonitinho no escritório, vou voltar a compartilhar com vocês os pratos feitos na minha nova cozinha linda e espaçosa! Smiley de boca aberta

Para a volta do blog, apresento essa delicinha de receita que fiz para matar uma vontade que já estava comigo há algum tempo: Batata Recheada com Shimeji.

batata_recheada_shimeji

Além de ter esse visual lindo, a receita é muito simples.

Ingredientes:
– 4 batatas grandes
– 1 bandeijinha de shimeji
– 4 colheres de sopa de manteiga ou margarina
– 1/3 de xícara de chá de vinho tinto seco
– 6 colheres de sopa de molho de soja
– 100g de requeijão cremoso
– 1/2 dente de alho amassado
– 1/2 xícara de chá de cebolinha picada
– 1 colher de sopa de azeite
– sal e pimenta do reino a gosto
– lascas de parmesão

Preparo:
Comece cozinhando as batatas. Você pode fazer como achar melhor: micro-ondas, panela de pressão ou panela comum. O importante é que elas fiquem macias.
Enquanto elas cozinham, prepare o shimeji:
Limpe-os com um papel toalha e pique-os. Coloque o azeite em uma panela e acrescente duas colheres de manteiga. Quando estiver quase toda derretida, coloque o alho e doure-o levemente. Acrescente então o shimeji picado e regue com o vinho. Coloque um pouco de pimenta do reino e em seguida acrescente o molho de soja. Cozinhe, mexendo sempre, até o álcool evaporar e o caldo engrossar. Acrescente então metade da cebolinha picada e reserve.
Quando as batatas estiverem cozidas, corte uma tampa delas e, com uma colher, tire a polpa e reserve. Deixe as beiradas com espessura de pelo menos 1 centímetro, para que as batatas não rachem.
Tempere o interior das batatas com um pouco de sal e pimenta do reino e leve ao forno por 10 minutos.
Enquanto isso, amasse a polpa das batatas com um garfo, acrescente o restante da manteiga e 2 colheres de sopa de requeijão cremoso. Tempere com sal, pimenta do reino e a cebolinha.

Montagem:
Retire as batatas do forno. Coloque uma camada de requeijão cremoso, uma colher de sobremesa do shimeji, cubra com o purê feito com a polpa das batatas, coloque duas colheres de sopa generosas de shimeji e finalize com algumas lascas de parmesão.
Leve ao forno de 10 a 15 minutos, apenas para aquecer todos os ingredientes.

Esse é um ótimo acompanhamento para um salmão assado. Dá até água na boca!

Espero que tenham ficado felizes com o retorno!

Chef Liloca

Torradinhas de Alho

Olá, pessoas.

Depois de um fim de semana cheio e conturbado, acabei trazendo de recordação dele um belo e intenso torcicolo que está me matando. Foi simplesmente impossível ir para a cozinha hoje. Mas pra não deixar o blog tanto tempo parado, resolvi postar a receita dessas torradinhas de alho que eu fiz outro dia para os meus amigos do trabalho.

Há pouco tempo, meu departamento se mudou para uma sala um pouco menor, com bem menos pessoas que a antiga e, desde então, essa passou a ser a sala de pic-nic da empresa. Fazemos “vaquinhas” e compramos guloseimas,  alguém leva um bolo, bolachinhas e, as vezes, alguém se arrisca na cozinha e leva um prato de própria autoria. Resolvi, então, colaborar com as torradinhas, que são muito práticas pra gente conseguir comer na sala, sem fazer muita sujeira.

Segue a receita:

Ingredientes:
– 1 pacote de pão de forma
– 4 colheres de sopa (bem cheias) de margarina e temperatura ambiente
– 2 colheres de chá de alho triturado
– 1 pacotinho de queijo parmesão ralado
– sal, pimenta do reino e orégano a gosto

Preparo:
Comece cortando os pães de forma e quatro partes. Em uma tigela, misture os demais ingredientes formando uma pastinha. Com ajuda de uma espátula, espalhe o creme nos pedacinhos de pão e disponha em uma assadeira. Leve ao forno em temperatura baixa por mais ou menos 20 minutos ou até que o pão fique crocante e dourado.

Diquinhas:
– Você pode fazer essas torradinhas com qualquer tipo de pão. Eu usei o de forma porque já tinha aqui em casa.
– Se você gostar do sabor do alho mais acentuado, é só acrescentar mais à receita.
– Essas torradinhas ficam ótimas como acompanhamento para saladas.

Fácil, sem segredo e uma delícia!

Chef Liloca

Cebolas Carameladas com Açúcar Mascavo

Olá, pessoas!

Finalmente a sexta-feira chegou! Mas pra minha tristeza, trabalhei até agora pouco, o que me deixou exausta. Me dei então o direito de pedir comida em casa ao invés de fazer alguma coisinha para acompanhar a cervejinha super gelada que vou tomar para relaxar.

Mas, pro blog não ficar esquecido, resolvi postar a receita das divinas cebolas carameladas com açúcar mascavo, que fiz para acompanhar a fraldinha com mostarda que postei outro dia.

Há tempos estou ensaiando para fazer cebolas carameladas, mas sempre faltava oportunidade. Nunca fazia algo que pedisse esse acompanhamento que te um sabor tão único. Eu adoro cebola e adoro misturar coisas doces e salgadas. Eu já imaginava que essa receita seria muito boa, mas confesso que ela me surpreendeu e se mostrou melhor ainda.

Sem mais enrolação, a receita:

Ingredientes:
– 200g de cebola pirulito
– 1 colher de sopa de margarina
– 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
– sal a gosto

Preparo:
Descasque as cebolas e deixe de molho em água fria por uns 10 minutos para tirar a acidez. Em uma panela, derreta a manteiga e frite as cebolas inteiras  até ficarem molinhas. Tempere com sal a gosto. Acrescente, então, o açúcar mascavo e vá mexendo de vez em quando, para que elas não grudem, até elas ficarem douradas. Sirva logo e seguida.

Essas cebolas são um ótimo acompanhamento para carnes. Você pode fazer também com fatias de cebolas grandes e utilizá-las em sanduíches. Fica uma delícia.

Chef Liloca

Filé Mignon com Creme de Mandioquinha e Shimeji

Boa noite, pessoas!

Hoje fiz um prato que eu estava com vontade há um bom tempo: creme de mandioquinha com shimeji. Vi uma vez em um programa do Gordon Ramsay, no qual ele cozinha com as filhas, uma fofura. No episódio, ele ensinou a fazer um creme de abóbora com shimeji, mas imediatamente meus neurônios gastronômicos pensaram em substituir a abóbora pela mandioquinha, que eu gosto bem mais. Com abóbora deve ficar muito bom, mas duvido que fique melhor que mandioquinha.

Como eu conheço bem o apetite aqui em casa, sei que apenas creme de mandioquinha com o shimeji não seria suficiente, então resolvi acrescentar uma proteína pra todo mundo ficar satisfeito. Nasceu então o filé mignon com creme de mandioquinha e shimeji.

Sem mais historinhas, vamos à receita:

Ingredientes:
Filé Mignon:
– 2 escalopes de file mignon
– 1 colher de sopa de chimichurri
– 1/2 dente de alho sem casca
– 4 colheres de sopa de azeite
– 2 colheres de sopa de vinho tinto
– sal e pimenta do reino a gosto

Creme de Mandioquinha:
– 2 xícara de chá de mandioquinha descascada picada
– 1/2 cubo de caldo de legumes
– 1/2 xícara de chá de creme de leite
– 1 colher de sopa de manteiga
– 2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
– 1 pitada de noz-moscada
– sal e pimenta do reino a gosto

Shimeji:
– 1 bandeja de shimeji branco
– 1 colher de sopa (bem cheia) de manteiga
– 1 colher de sobremesa de azeite
– 1/3 de xícara de chá de vinho tinto
– 3 colheres de sopa de molho de soja
– sal e pimenta do reino a gosto

Preparo:
Filé Mignon:
Em um potinho, misture o azeite, o chimichurri, o alho (se esmagar), o vinho e tempere com sal e pimenta. Pincele os dois lados dos escalopes com essa mistura e deixe descansar até a hora de fritar. Quando o creme de mandioquinha e o shimeji estiverem prontos, coloque azeite em uma frigideira e frite os escalopes até chegarem ao ponto desejado.

Creme de Mandioquinha:
Dissolva o caldo de legume em 1 litro de água e cozinhe a mandioquinha por 20 minutos ou até que ela fique molhinha. Com um espremedor, esmague a mandioquinha até obter uma pasta. Volte ao fogo, acrescente a manteiga, o creme de leite, o sal, a pimenta e a noz-moscada. Misture até incorporar todos os ingredientes. Se o creme não ficar lisinho, você pode batê-lo no liquidificador ou passar na peneira. Reserve. Antes de servir (quando o shimeji já estiver pronto) ascenda o fogo novamente e acrescente o parmesão, mexendo até derreter.

Shimeji:
Não lave o shimeji. Não sei se já comentei aqui, mas os cogumelos são como esponjas, se você lava, eles absorvem a água e não ficam tão saborosos. Limpe-os com papel toalha. Depois de limpos, corte-os. Leve uma panela ao fogo, aqueça o azeite e acrescente a manteiga. Quando tiver derretido, acrescente os cogumelos e regue com o vinho e o molho de soja. Acrescente a pimenta e deixe para acertar o sal quando estiver quase pronto. Lembre-se que o molho de soja já é bem salgado. Deixe cozinhar até reduzir o caldo e amolecer os talos do shimeji.

Aí é só montar o prato. Eu preferi servir o shimeji por cima do creme de mandioquinha e a combinação dos sabores foi simplesmente incrível. O shimeji fica levemente ácido por causa do vinho e o creme fica absurdamente leve por causa do creme de leite. O chimichurri com vinho deu um sabor encorpado ao filé que o deixou irresistível.

Vale a pena tentar essa receita!

Chef Liloca

Linguicinha com Tomates Assados e Batatas Rústicas

Olá pessoas!

Finalmente chegou a tão esperada sexta-feira! Depois de uma semana longa e bem cansativa, o que eu mais queria hoje era relaxar com meu maridinho e tomar uma cerveja muito gelada! E nada mais justo do que um petisquinho bem gostosinho pra acompanhar a cervejinha que estava maravilhosa.

Queria uma comidinha de boteco mais sofisticada hoje. Nada que precisasse de garfo e faca, mas também que não fosse comidinha de palito de dente. Pensei, pensei, pensei e resolvi fazer linguicinhas aceboladas com um molho divino que eu inventei, acompanhadas de tomates assados e batatas rústicas. Tudo ficou muito mais gostoso que eu imaginava, e olha que as minhas expectativas eram altas.

Aí vão as receitas para vocês:

Batatas rústicas:
Ingredientes:
– 10 batatas bolinha
– 6 colheres de sopa de azeite
– 2 colheres de sopa de alecrim seco
–  1/2 cebola cortada em quatro partes
– 2 dentes de alho com casca
– sal a goto

Preparo:
Lave bem as batatas e, ainda com a casca, coloque-as em uma assadeira forrada com papel alumínio. Corte os dentes de alho ao meio (preservando a casca) e espalhe-os pela assadeira. Espalhe também a cebola. Tempere tudo com o azeite, sal e alecrim e cubra com papel alumínio. Leve ao forno em temperatura média por 25 minutos. Depois retire o papel alumínio e volte ao forno por mais ou menos 30 minutos. A casca vai murchar, ficar mais escura e as batatas devem estar macias por dentro.

Tomates assados:
Ingredientes:
– 1 caixa de tomate cereja
– 6 colheres de sopa de azeite
– 1 colher de sopa de tomilho seco
– 1 colher de sopa de alecrim seco
– 1 colher de sopa de orégano seco
– 1 colher de sopa de manjericão seco
– 4 dentes de alho com casca
– sal e pimenta do reino a gosto

Preparo:
Lave e corte os tomates ao meio. Forre uma assadeira com papel alumínio e distribua as metades de tomate por ela. Corte os dentes de alho ao meio (mantenha as cascas) e espalhe-os pela assadeira. Tempere tudo com o azeite, sal, pimenta e as ervas secas. Cubra com papel alumínio e leve ao forno em temperatura média por aproximadamente 30 minutos. A ideia é os tomates ficarem macios mas não moles demais.

Molho
Ingredientes:
-1 e 1/2 xícara de chá de molho de tomate
– 2 colheres de sopa de molho barbecue
– 1 colher de sopa de mostarda
– 2 colheres de sopa de molho inglês
– 1/2 xícara de água
– 1 colher de sobremesa de amido de milho
– pimenta do reino a gosto

Preparo:
Dissolva o amido de milho na água e reserve. Em uma panela, aqueça o molho de tomate e acrescente o barbecue, a mostarda, o molho inglês e a pimenta. Misture. Acrescente o amido de milho dissolvido e mexa até o molho engrossar.
Esse molho ficou maravilhoso com as linguicinhas e com as batatas.

Acho que as linguicinhas eu nem preciso passar a receita. Só cortei em rodelinhas e fritei com um fiozinho de azeite. Depois, coloquei a cebolas na mesma panela até ficarem molinhas e acrescentei uma colher de sopa do molho que já estava pronto.

Fica aí a ótima dica para o fim de semana!

Chef Liloca