Cubinhos de Azeite e Ervas

cubinhos_azeite_ervas

Olá, pessoas queridas.
Pois é, estou sumida mesmo. Mas é que a mudança está demorando além do esperado. Todas as minhas coisas estão encaixotadas na casa da minha cunhada e estou sem utensílios para preparar e servir pratos novos. Essa semana mesmo, fiz um macarrãozinho maravilhoso, mas apresentação ficou tão sem gracinha que nem tive vontade de postar aqui. Mas para nossa felicidade, acredito que semana que vem Chef Liloca já estará de cozinha nova!

Pra não deixar o blog assim tão abandonado, aqui vai uma dica que eu achei o máximo.
Sempre que preciso cozinhar algum prato que tenha como ingrediente alguma erva fresca, fico chateada, porque eu compro um maço inteiro, uso apenas alguns raminhos e o resto acaba se perdendo. As ervas frescas que aparecem em muitas receitas geralmente são delicadas e estragam com facilidade. Qualquer descuido pode deixar manjericões, alecrins e afins escuros, com aspecto queimado e sem o sabor e aroma que apresentam quando frescos.
Pra não desperdiçar as ervas que sobrarem, você pode fazer esses cubinhos de azeite e ervas.
Já tinha visto isso na internet algumas vezes, mas nunca tinha tido oportunidade de fazer. Até que esses dias me aventurei e não me arrependi nem um pouquinho.

Segue o passo a passo de como preparar os cubinhos que vão facilitar muito a sua vida:

cubinhos_azeite_ervas_passo_passo

1. Pra começar, escolha as ervas frescas que você quer utilizar no seu tempero. Você pode picá-las ou deixá-las em ramos e folhas maiores.
2. Coloque as ervinhas em bandejas de cubos de gelo. [Você pode misturar mais de uma erva em cada cubinho para criar temperos ainda mais saborosos.]
O certo é você preencher 2/3 do cubinho com as ervas. Se você colocar menos, vai ter que usar muito azeite para preencher as forminhas, o que pode acabar deixando sua receita oleosa.
3. Complete as forminhas com um bom azeite extra-virgem sobre as ervas. [Você pode também substituir o azeite por manteiga sem sal derretida.]
4. Cubra com filme plástico e leve ao freezer. Deixe gelar por pelo menos 2 horas pra ter certeza que os cubinhos estarão bem firmes.
5. Remova os cubos congelados e armazene-os em recipientes etiquetados com o tipo de erva (e óleo) que você utilizou e a data em que você fez o temperinho. Eles ficam bons para consumo por até 3 meses.

Simples assim!
Você pode usá-los em legumes, molhos, assados e muitas outras receitas. A primeira que fiz foi um spaghetti com alho e cubinhos de azeite com manjericão. Ficou uma delícia.

Obs.: Como o esquema aqui em casa está precário, peguei essas imagens no Google, mas posso garantir pra vocês que, seguindo o passo a passo, eles ficam iguaizinhos às fotos.

Espero que tenham gostado!
Chef Liloca

Anúncios

Diquinha de Natal

mini_panetone_recheadoOlá, pessoas!

O post de hoje não é bem uma receita, é mais uma sugestão super prática para o Natal.

Fiz esses pequenos mimos para presentear alguns amigos queridos que não poderiam passar a época das festas sem nenhuma lembrança.

Comprei na padaria, mini chocotones já prontos. (Se você tiver o dom da confeitaria, você mesmo pode fazer os chocotonezinhos. Me faltou a mão e o tempo para tal. rs)

Tirei a tampinha deles e um pouco do miolo. Recheei com um brigadeiro mole, incrementado com leite em pó, canela, amarula e um pouquinho de creme de leite (pra ficar mais cremoso). Passei um pouquinho do brigadeiro na tampinha do panetone e “colei” de volta.

Embrulhei em saquinhos de presente transparentes e coloquei uma etiquetinha pra fazer uma gracinha. Mas a apresentação vai do seu gosto. Fica muito bacana também colocar os chocotones em forminhas de cupcakes e servi-los na mesa da ceia de natal. Você pode também dispô-los em uma cesta grande enfeitada ou uma caixa bem bonita. As opções são inúmeras, é só deixara criatividade solta.

Espero que aproveitem a dica!

Chef Liloca

Mini Pizzas

Olá pessoas!

Antes de mais nada, gostaria de me desculpar pela ausência nos últimos dias. Essa semana foi puxada e eu estava simplesmente exausta! O pouquinho de força que eu tinha quando chegava em casa eu usava pra cozinhar, aí não sobrava mais nada pra ir pra frente de computador escrever.

Mas vamos ao que interessa: falemos de comida!

Como eu disse, foi tudo muito corrido, portanto, acabei optando por pratos mais rápidos e práticos, mas nem por isso menos saborosos. Por dois dias seguidos comemos mini pizzas aqui em casa. Sim, dois dias seguidos, porque, na minha opinião, quando o prato fica muito bom, merece ser repetido.

O post de hoje, a meu ver, é mais uma dica do que uma receita. Na verdade, o “grande” trabalho que eu tive foi escolher a combinação dos ingredientes e montar as mini pizzas. Usei massinhas prontas congeladas e fiz três recheios diferentes: brócolis com palmito e chips de blanquet, falsa portuguesa e copa com pimentões cozidos e cream cheese (minha preferida).

Abaixo vou colocar as “receitas” com os procedimentos e combinações que fiz para cada uma:

Base:
Como eu disse, usei para todas as mini pizzas, discos de massa congelados;
Coloquei mais ou menos uma colher de sopa (generosa) de molho de tomate. Você pode usar qualquer molho de tomate, inclusive daqueles prontos. Eu usei um natural que eu havia congelado, temperado com um pouquinho a mais de orégano;
Depois, coloquei mussarela ralada sobre o molho. Não convém passar uma quantidade. Aqui vai a gosto. Eu gosto de bastante queijo, então não economizei.

Brócolis com palmito e chips de blanquet:
Logo em cima da mussarela, coloquei uma fatia de chips de blanquet de peru. Ele segue a mesma filosofia do falso bacon que eu usei na receita do hambúrguer no prato:  coloque uma folha de papel toalha em um prato, as fatias de blanquet em cima e cubra com outra folha de papel toalha, sem apertar. Leve ao microondas por um minuto e meio e está pronto.
Depois, usei brócolis cozidos em água, sal e 1 colher de chá de alho picado. O brócolis ficou bem temperadinho e eu não precisei refogá-lo, pulando assim uma etapa  e ganhando um tempinho.
Por cima, espalhei rodelinhas de palmito e um pouquinho de parmesão ralado. Finalizei com orégano.

Falsa portuguesa:
Chamei essa de “falsa portuguesa” porque os ingredientes se assemelham aos das pizzas portuguesas. Coloquei blanquet de peru, fatias de ovos cozidos, palmito, ervilhas, um pouquinho de mussarela ralada por cima e orégano.

Copa com pimentões cozidos e cream cheese:
Essa, de longe, foi a minha preferida! Como os ingredientes combinaram! Ficou incrível.
Comecei preparando o pimentão cozidos da mesma forma que fiz na receita do trio de bruschettas com linguicinha: Corte o pimentão em tiras finas e coloque em uma tigela refratária. Tempere com sal, alecrim, manjericão, pimenta do reino e uma bela porção de azeite. Cubra com papel filme (ou filme de pvc, cada um chama de um jeito) deixando uma abertura pequena. Leve ao microondas em potência alta por 3 minutos. Aqui pras pizzinhas eu usei um pimentão amarelo de tamanho médio. Se for fazer mais pimentões, aumente o tempo de cozimento.
Aí foi só montar: duas fatias e copa, uma colher de sopa dos pimentões e, por cima, uma colher de sobremesa de cream cheese, salpicado com manjericão.

Assim que todas a mini pizzas estiverem montadas, em uma assadeira antiaderente, leve ao forno pré-aquecido a 180°C por 15 minutos. Aí é só se esbaldar!

Espero que vocês gostem!

Chef Liloca

Dicas para um Ovo Cozido Perfeito

Olá pessoas!

O post hoje é dedicado aos Ovos Cozidos. Apesar de ser uma das coisas mais fáceis de se fazer em uma cozinha, dei uma pesquisada e encontrei algumas diquinhas que podem ajudar bastante. Afinal, quanto mais fácil e prático for cozinhar, mais gostoso é e mais tempo a gente passa degustando as nossas criações.

Então, sem enrolação, vamos às dicas:

Vamos começar com o processo “pré-cozimento” dos ovos. É importante, para evitar que eles quebrem, tirá-los da geladeira alguns minutinhos antes de cozinhá-los. Ovos e choque térmico não combinam.

Um erro que algumas pessoas cometem na hora de cozinhar ovos, é encher a panela de água e depois ‘jogar’ os ovos lá dentro. O correto é dispô-los no fundo de uma panela, cuidadosamente (ela deve ser grande o suficiente para que todos fiquem acomodados no fundo), cobri-los com água fria até dois dedos acima dos ovos e só então levar ao fogo. Deve-se fazer de tudo para evitar que a casca rache, se não começa a sair uns fiozinhos de albumina na água que fazem com que os ovos não fiquem lisos e redondinhos. Evite pôr os ovos na panela com a água já quente. Como já foi dito, choque térmico não é legal para ovos – além de aumentar muito o risco das cascas quebrarem!

Bom, até então já sabemos como devemos começar o cozimento dos ovos. Agora vão algumas orientações de como cozinhá-los corretamente e como acertar o ponto desejado.
Talvez você não saiba (como eu não sabia até algum tempo atrás), mas a casca dos ovos é porosa. Por isso, é interessante colocar sal na água do cozimento. Isso não vai fazer com que a gema fique salgada, mas as claras ficam levemente salgadinha. Se você tiver paciência, você pode girar um pouco os ovos no início do cozimento com uma colher. Dessa forma, a gema fica perfeitamente centralizada. (Eu sei, isso é muito perfeccionismo, mas tem gente – eu – que se apega a esse tipo de coisa.)

O tempo de fervura pode variar de acordo com o resultado que se quer obter. Achei essa imagem super didática na internet que mostra o resultado para cada tempo de cozimento.

É importante salientar que esses tempos são contados a partir do momento que a água começa a ferver e não de quando é levada ao fogo, ok?

Outra coisa que devemos ficar atentos é para evitar os extremos: por mais que você ame gema mole, clara mole não dá – sem contar que é super perigoso sob o ponto de vista sanitário. Também não adianta ferver o ovo por meia hora para garantir que fique duro. Depois que passam do ponto, começam a ficar azulados, e seu gosto não fica tão apetitoso.

Assim que você atingir o tempo desejado do cozimento, a temperatura interna do ovo precisa baixar imediatamente. Para isso, você pode tirá-los da água usando uma escumadeira, ou derramar o conteúdo da panela sobre um escorredor e levar os ovos sob água fria. Se deixar o ovo na água quente até ela esfriar, o calor interno não vai se dissipar e vai acabar comprometendo o ponto.

Super dica aos amantes de gemas moles (como eu): Você pode adicionar gotas de vinagre ou limão à água do cozimento. Isso ajuda a clara a coagular mais rápido.

Depois de acertar o ponto dos ovos, vem outro desafio, que chateia mita gente (eu mesma, por exemplo): descascá-los. Várias vezes acontece de, quando estamos descascando o ovo, levarmos alguns pedaços de clara com a casca, fazendo com que ele não fique lisinho e com seu formato ovalado.
Pra finalizar, encontrei  um videozinho que resolve bem essa questão. É só clicar aqui para assistí-lo.

Espero que as dicas tenham sido úteis pra vocês.

Chef Liloca

Fontes:
http://www2.uol.com.br/vyaestelar/ovo.htm
http://porcamandioca.com/2009/10/aprenda-a-cozinhar-ovos-perfeitamente/

Festa Surpresa de Aniversário

Olá, pessoas!

Desculpem não ter postado as fotos do aniversário ontem, mas tive um torcicolo violentíssimo e não dei conta de usar o computador quando cheguei em casa. Mas como prometido, aqui estão, para inspirar na organização de festinhas e reuniões.

Essa primeira foto é da galera reunida, me esperando pra gritar “SURPRESA!” e fazer muito barulho com uns apitinhos que minha mãe comprou.

Como já deu pra perceber, eu gosto bastante de cor de rosa. Minha mãe, então se aproveitou disso e não economizou nos detalhes rosados.

Com uma toalha com bolinhas marrons, que combinavam com as bexigas, forminhas e guardanapos, ela montou uma mesa linda, cheia de comidinhas muito gostosas e práticas. Ela optou por “finger foods”, aquele tipo de comida em que os convidados não precisam de pratos e talheres, comem “com os dedos”.

A maioria das coisinhas foram encomendadas. Dentre elas, salgadinhos assados, sanduichinhos de pão de batata, pãezinhos diversos, mix de castanhas e queijos com geleias.

Fora isso, minha mães fez umas coisinhas que eu achei demais: Sua famosa (e maravilhosa) pasta de frango e um antepasto de berinjela que ela serviu em pães italianos redondos com torradinhas coloridas.

Agora, na minha opinião, o que estava mais lindo e saboroso, foram os espetinhos diversos de frios! Mami fez várias combinações, dentre elas: presunto cru com abacaxi, salame com ameixa e queijo mussarela com uva. Espetou os rolinhos com palitinhos de churrasco e dispôs em um vidro com sal grosso. Ficou muito diferente e muito vistoso. Tão lindo que nem parecia comida, e sim decoração.

Além da parte salgada, a festa contou com uma mesa LINDA cheia de doces e um bolo maravilhoso. Mamãe encomendou bombons de brigadeiro, bombons de chocolate e coco, bombons de chocolate branco com castanhas e olho de sogra fondado. Além desses, fez docinhos de damascos e ameixa com nozes. O bolo, que dava água na boca só de olhar, era de ouro branco.

É isso, minha gente. Hoje não teve receitinha, mas teve um post recheado de ideias bacanas pra uma boa festinha.
Qualquer dia eu passo a receita da pasta de frango da minha mãe que vale muito a pena.

Espero que tenham gostado do post tanto quanto eu gostei da minha festa surpresa.

Beijos,
Chef Liloca

PS. Me desculpem pelas fotos não estarem 100%, mas eu não estava com a minha máquina e tirei as fotos com o celular da minha mãe, que é ótimo, mas eu não sei operar direito rs

Como cortar cebolas corretamente

Bom dia, pessoas!

É muito importante, para fazer qualquer prato – do mais simples ao mais sofisticado – saber algumas coisas básicas na cozinha. Uma delas é como cortar a cebola corretamente. Para alguns isso é até banal, mas tem gente que realmente não sabe esse tipo de coisa e na hora de fazer as receitas acaba encontrando dificuldade.

Como hoje não tenho nenhuma receita para compartilhar, vou postar um link com um vídeo bem didático de como descascar e cortar a cebola corretamente. É de um site muito legal que eu sigo, o “TV Cozinhando”, que além dessa tem outras dicas e receitas práticas e deliciosas.

Clique aqui para acessar a página e assistir o vídeo.

Nota: Quem me indicou esse site foi o amigo Donato Leão, que é um cozinheiro de mão cheia, e prometeu uma receita para publicar aqui no blog. Vamos aguardar!

Chefl Liloca